Paróquia Santa Catarina realiza formação sobre a comunicação para a paz

Evento terá entrada franca e acontecerá na quinta-feira, 26 de julho, às 20h

A Pastoral da Comunicação (Pascom) da Paróquia Santa Catarina, em parceria com a RUAH Comunicação, que presta serviços de assessoria de imprensa, irá promover na próxima quinta-feira, 26 de julho, um encontro de formação sobre a comunicação para a paz. O evento será realizado na sala de reuniões do espaço dedicado à catequese, a partir das 20h.

Continue lendo “Paróquia Santa Catarina realiza formação sobre a comunicação para a paz”

Mensagem do Papa Francisco para o 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais

papa27-05-17O Papa Francisco divulgou, na manhã da quarta-feira, 24 de janeiro, a mensagem para o 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais, que será celebrado em 13 de maio de 2018. A carta do Santo Padre para esta data é lançada sempre em 24 de janeiro, quando se lembra a memória de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas.

MENSAGEM DO PAPA FRANCISCO
PARA O LII DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS

Tema: «“A verdade vos tornará livres” (Jo 8, 32).
Fake news e jornalismo de paz»

[13 de maio de 2018]

Queridos irmãos e irmãs!

No projeto de Deus, a comunicação humana é uma modalidade essencial para viver a comunhão. Imagem e semelhança do Criador, o ser humano é capaz de expressar e compartilhar o verdadeiro, o bom e o belo. É capaz de narrar a sua própria experiência e o mundo, construindo assim a memória e a compreensão dos acontecimentos. Mas, se orgulhosamente seguir o seu egoísmo, o homem pode usar de modo distorcido a própria faculdade de comunicar, como o atestam, já nos primórdios, os episódios bíblicos dos irmãos Caim e Abel e da Torre de Babel (cf. Gn 4, 1-16; 11, 1-9). Sintoma típico de tal distorção é a alteração da verdade, tanto no plano individual como no coletivo. Se, pelo contrário, se mantiver fiel ao projeto de Deus, a comunicação torna-se lugar para exprimir a própria responsabilidade na busca da verdade e na construção do bem. Hoje, no contexto duma comunicação cada vez mais rápida e dentro dum sistema digital, assistimos ao fenómeno das «notícias falsas», as chamadas fake news: isto convida-nos a refletir, sugerindo-me dedicar esta Mensagem ao tema da verdade, como aliás já mais vezes o fizeram os meus predecessores a começar por Paulo VI (cf. Mensagem de 1972: «Os instrumentos de comunicação social ao serviço da Verdade»). Gostaria, assim, de contribuir para o esforço comum de prevenir a difusão das notícias falsas e para redescobrir o valor da profissão jornalística e a responsabilidade pessoal de cada um na comunicação da verdade.

Continue lendo “Mensagem do Papa Francisco para o 52º Dia Mundial das Comunicações Sociais”

Vem aí a 3ª Noite Italiana

Felipe Padilha4.JPG

A Paróquia Santa Catarina, em parceria com o Gruppo Girotondo, realiza a 3ª Noite Italiana. Com o intuito de celebrar a cultura da imigração, confraternizar e integrar as famílias, o evento será realizado na sexta-feira, 11 de agosto, a partir das 20h, no Espaço de Eventos – Salão Paroquial.

A programação terá início com o jantar, seguido de show/baile com o Gruppo Girotondo, que apresentará canções da cultura italiana, músicas folclóricas e regionais. Os ingressos podem ser adquiridos ao valor de R$ 75 (adulto) e R$ 30 (crianças até 12 anos).

Continue lendo “Vem aí a 3ª Noite Italiana”

Paz que vem de Nossa Senhora

IMG_7660.JPG

O Ano Mariano Nacional, convocado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em comemoração aos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida no rio Paraíba do Sul é um tempo especial para conhecer diversas devoções à Mãe de Jesus. Em nossa Paróquia não é diferente: queremos ver Jesus, mas queremos que Maria nos leve a Ele.

Continue lendo “Paz que vem de Nossa Senhora”

Comunicar esperança

 

2.jpg

“Gostaria, pois, de dar a minha contribuição para a busca dum estilo comunicador aberto e criativo, que não se prontifique a conceder papel de protagonista ao mal, mas procure evidenciar as possíveis soluções”, assim o Papa Francisco se dirige aos responsáveis por gerar informações e também a todos os cristãos. Esse trecho faz parte da mensagem para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais, realizado no último dia 28 de maio, na festa da Ascensão do Senhor. O tema refletido pelo Santo Padre é extremamente desafiador: “comunicar confiança e esperança em nosso tempo”.

Continue lendo “Comunicar esperança”

Chá das Zeladoras quer movimentar Paróquia

Felipe Michelon Padilha.JPGDepois de quase uma década, as zeladoras e zeladores de capelinhas da comunidade Santa Catarina estão se preparando para o Chá das Zeladoras 2017. O encontro de confraternização será realizado no próximo domingo, 11 de junho, a partir das 15h, no Espaço de Eventos – Salão Paroquial Santa Catarina.

Os ingressos custam R$ 18 e R$ 10, para adultos e crianças respectivamente. Além do chá, serão servidos doces como torta, bolo, sagu e grostoli. Os salgados serão pasteizinhos, pizzas e mini cachorros-quentes. A coordenadora paroquial das zeladoras e zeladores, Nelsa Franzoi, conta que é uma alegria retomar uma tradição que havia sido deixada de lado há alguns anos. “É uma alegria imensa poder confraternizar com a comunidade, as famílias e as zeladoras. E não podemos esquecer dos zeladores. Uma missão que antigamente era feminina, hoje já tem homens levando à frente a devoção de Maria”.

Continue lendo “Chá das Zeladoras quer movimentar Paróquia”

Nota da CNBB sobre a Reforma da Previdência

(des) reforma.png

“Ai dos que fazem do direito uma amargura e a justiça jogam no chão”
(Amós 5,7)

O Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, reunido em Brasília-DF, dos dias 21 a 23 de março de 2017, em comunhão e solidariedade pastoral com o povo brasileiro, manifesta apreensão com relação à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, de iniciativa do Poder Executivo, que tramita no Congresso Nacional.

O Art. 6º. da Constituição Federal de 1988 estabeleceu que a Previdência seja um Direito Social dos brasileiros e brasileiras. Não é uma concessão governamental ou um privilégio. Os Direitos Sociais no Brasil foram conquistados com intensa participação democrática; qualquer ameaça a eles merece imediato repúdio.

Continue lendo “Nota da CNBB sobre a Reforma da Previdência”

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Doente 2017

Papa-Francisco-J-960.jpg

No próximo sábado, 11 de fevereiro, a Igreja celebrará a festa de Nossa Senhora de Lourdes. Na comemoração da Mãe de Deus, somos convidados a vivenciar o Dia Mundial do Doente. É tempo de cuidar da vida, respeitá-la e valorizá-la. O Papa Francisco, em sua mensagem para essa data, escreve sobre a admiração pelas obras maravilhosas de Deus.

Confira a mensagem do Pontífice:

Admiração pelo que Deus faz: “o Todo-Poderoso fez em mim maravilhas” (Lc 1, 49)

Queridos irmãos e irmãs,

No próximo dia 11 de fevereiro, celebrar-se-á em toda a Igreja, e de forma particular em Lourdes, a XXV Jornada Mundial do Doente, sob o tema: «Admiração pelo que Deus faz: “o Todo-Poderoso fez em mim maravilhas” (Lc 1, 49)». Instituída pelo meu predecessor São João Paulo II em 1992 e celebrada a primeira vez precisamente em Lourdes no dia 11 de fevereiro de 1993, tal Jornada dá ocasião para se prestar especial atenção à condição dos doentes e, mais em geral, a todos os atribulados; ao mesmo tempo convida quem se prodigaliza em seu favor, a começar pelos familiares, profissionais de saúde e voluntários, a dar graças pela vocação recebida do Senhor para acompanhar os irmãos doentes. Além disso, esta recorrência renova, na Igreja, o vigor espiritual para desempenhar sempre da melhor forma a parte fundamental da sua missão que engloba o serviço aos últimos, aos enfermos, aos atribulados, aos excluídos e aos marginalizados (cf. João Paulo II, Motu proprio Dolentium hominum, 11 de fevereiro de 1985, 1). Com certeza, os momentos de oração, as Liturgias Eucarísticas e da Unção dos Enfermos, a interajuda aos doentes e os aprofundamentos bioéticos e teológico-pastorais que se realizarão em Lourdes, naqueles dias, prestarão uma nova e importante contribuição para tal serviço.

Sentindo-me desde agora presente espiritualmente na Gruta de Massabiel, diante da imagem da Virgem Imaculada, em quem o Todo-Poderoso fez maravilhas em prol da redenção da humanidade, desejo manifestar a minha proximidade a todos vós, irmãos e irmãs que viveis a experiência do sofrimento, e às vossas famílias, bem como o meu apreço a quantos, nas mais variadas tarefas de todas as estruturas sanitárias espalhadas pelo mundo, com competência, responsabilidade e dedicação se ocupam das melhoras, cuidados e bem-estar diário de todos vós. Desejo encorajar-vos a todos – doentes, atribulados, médicos, enfermeiros, familiares, voluntários – a olhar Maria, Saúde dos Enfermos, como a garante da ternura de Deus por todo o ser humano e o modelo de abandono à vontade divina; e encorajar-vos também a encontrar sempre na fé, alimentada pela Palavra e os Sacramentos, a força para amar a Deus e aos irmãos mesmo na experiência da doença.

Como Santa Bernadete, estamos sob o olhar de Maria. A jovem humilde de Lourdes conta que a Virgem, por ela designada «a Bela Senhora», a fixava como se olha para uma pessoa. Estas palavras simples descrevem a plenitude dum relacionamento. Bernadete, pobre, analfabeta e doente, sente-se olhada por Maria como pessoa. A Bela Senhora fala-lhe com grande respeito, sem Se pôr a lastimar a sorte dela. Isto lembra-nos que cada doente é e permanece sempre um ser humano, e deve ser tratado como tal. Os doentes, tal como as pessoas com deficiências mesmo muito graves, têm a sua dignidade inalienável e a sua missão própria na vida, não se tornando jamais meros objetos, ainda que às vezes pareçam de todo passivos, mas, na realidade, nunca o são.

Bernardete, depois de estar na Gruta, graças à oração, transforma a sua fragilidade em apoio para os outros; graças ao amor, torna-se capaz de enriquecer o próximo e sobretudo oferece a sua vida pela salvação da humanidade. O fato de a Bela Senhora lhe pedir para rezar pelos pecadores lembra-nos que os doentes, os atribulados não abrigam em si mesmos apenas o desejo de curar, mas também o de viver cristãmente a sua existência, chegando a doá-la como autênticos discípulos missionários de Cristo. A Bernadete, Maria dá a vocação de servir os doentes e chama-a para ser Irmã da Caridade, uma missão que ela traduz numa medida tão elevada que se torna modelo que todo o profissional de saúde pode tomar como referência. Por isso, peçamos à Imaculada Conceição a graça de saber sempre relacionar-nos com o doente como uma pessoa que certamente precisa de ajuda – e, por vezes, até para as coisas mais elementares – mas também é portadora do seu próprio dom que deve partilhar com os outros.

O olhar de Maria, Consoladora dos aflitos, ilumina o rosto da Igreja no seu compromisso diário a favor dos necessitados e dos doentes. Os preciosos frutos desta solicitude da Igreja pelo mundo dos atribulados e doentes são motivo de agradecimento ao Senhor Jesus, que Se fez solidário conosco, obedecendo à vontade do Pai até à morte na cruz, para que a humanidade fosse redimida. A solidariedade de Cristo, Filho de Deus nascido de Maria, é a expressão da onipotência misericordiosa de Deus que se manifesta na nossa vida – sobretudo quando é frágil, está ferida, humilhada, marginalizada, atribulada –, infundindo nela a força da esperança que nos faz levantar e sustenta.

Uma riqueza tão grande de humanidade e de fé não deve ficar perdida, mas sim ajudar-nos a enfrentar as nossas fraquezas humanas e, ao mesmo tempo, os desafios presentes em âmbito sanitário e tecnológico. Por ocasião da Jornada Mundial do Doente, podemos encontrar novo impulso a fim de contribuir para a difusão duma cultura respeitadora da vida, da saúde e do meio ambiente; encontrar um renovado impulso a fim de lutar pelo respeito da integridade e dignidade das pessoas, inclusive mediante uma abordagem correta das questões bioéticas, a tutela dos mais fracos e o cuidado pelo meio ambiente.

Por ocasião da XXV Jornada Mundial do Doente, reitero a minha proximidade feita de oração e encorajamento aos médicos, enfermeiros, voluntários e a todos os homens e mulheres consagrados comprometidos no serviço dos doentes e necessitados; às instituições eclesiais e civis que trabalham nesta área; e às famílias que cuidam amorosamente dos seus membros doentes. A todos, desejo que possam ser sempre sinais jubilosos da presença e do amor de Deus, imitando o testemunho luminoso de tantos amigos e amigas de Deus, dentre os quais recordo São João de Deus e São Camilo de Lélis, Padroeiros dos hospitais e dos profissionais de saúde, e Santa Teresa de Calcutá, missionária da ternura de Deus.

Irmãs e irmãos todos – doentes, profissionais de saúde e voluntários –, elevemos juntos a nossa oração a Maria, para que a sua materna intercessão sustente e acompanhe a nossa fé e nos obtenha de Cristo seu Filho a esperança no caminho da cura e da saúde, o sentido da fraternidade e da responsabilidade, o compromisso pelo desenvolvimento humano integral e a alegria da gratidão sempre que Ele nos maravilha com a sua fidelidade e a sua misericórdia:

Ó Maria, nossa Mãe,
que, em Cristo, acolheis a cada um de nós como filho,
sustentai a expectativa confiante do nosso coração,
socorrei-nos nas nossas enfermidades e tribulações,
guiai-nos para Cristo, vosso filho e nosso irmão,
e ajudai a confiarmo-nos ao Pai que faz maravilhas.

A todos vós, asseguro a minha recordação constante na oração e, de coração, concedo a Bênção Apostólica.

Vaticano, 8 de dezembro – Festa da Imaculada Conceição – de 2016.

 

Francisco