Vocação à serviço dos irmãos

Vocação-um-desafio-de-amor.jpg

Não existe vocação cristã sem alegria e serviço com gratuidade. Todo cristão é vocacionado à doação de sua vida, dons e tempo em prol do bem e do amor ao próximo. Conforme dizia um grande e recente santo da Igreja, São João Bosco: “Deus nos colocou no mundo para os outros”, esta frase resume de forma bastante clara e objetiva a principal missão que temos no mundo, por meio de nossa vocação, seja ela qual for: servir a Deus nas outras pessoas.
De fato se aqui estamos não é simplesmente por nós mesmos ou para suprir apenas o nosso ego e nossas vontades, muitas vezes mesquinhas. Passamos pelo mundo com um propósito e só seremos verdadeiramente felizes se o cumprirmos. Fomos criados por Deus e para as coisas Dele, assim aprendemos por meio dos ensinamentos da Sagrada Escritura. Passamos pelo mundo, para sermos sinal e instrumento de salvação para as outras pessoas.

Continue lendo “Vocação à serviço dos irmãos”

Anúncios

Ano-novo: gratidão, paixão e esperança

121844_Papel-de-Parede-Fogos-vermelhos_1920x1200.png

Ao chegarmos ao final de mais um ano uma atitude é fundamental: gratidão. Ser grato talvez seja uma das maiores virtudes que podemos cultivar em nossos dias. Os tempos são de verdadeira insatisfação, muitas reclamações. É interessante notar, há uma facilidade em apontar erros e ressaltar aquilo que não deu certo, enquanto há dificuldade em se perceber os acertos, as belezas da vida. Portanto, ao encerrar o ano de 2016, olhemos com gratidão a tudo o que nos foi possível viver, principalmente tenhamos gratidão pelas boas experiências que tivemos, se possível façamos memória delas. Gratidão também, pelas pessoas que fizeram parte de nossa história nos últimos 366 dias e se for necessário olhar para as situações não tão boas, olhemos com a intenção de tirar de tudo isto um bom aprendizado para nossa vida.

Ao vivenciarmos o momento que chamamos de “virada de ano”, ou seja, o término de 2016 e o início de 2017, façamos isto com profunda paixão. Empenhemo-nos em viver este momento com amor, com intensidade e, se for possível, não o façamos sozinhos, mas na presença de alguma pessoa que nos ama e a quem amamos, algum familiar, amigo(a). Celebrar este recomeço, este renascer, enfim, esta data com paixão, com entusiasmo, com alegria no coração é também fundamental nestes tempos onde já não se vive mais intensa e plenamente nenhuma experiência, nenhum momento.

Continue lendo “Ano-novo: gratidão, paixão e esperança”