Nota da CNBB sobre a reforma do Ensino Médio

15193612_1151935768176387_1337713352319815747_n.png

“A fim de que os estudantes tenham esperança!”
(Papa Francisco, 14 de março de 2015)

O Conselho Episcopal Pastoral (CONSEP), da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB, reunido em Brasília-DF, nos dias 22 e 23 de novembro de 2016, manifesta inquietação face a Medida Provisória 746/16 que trata da reforma do Ensino Médio, em tramitação no Congresso Nacional.

Segundo o poder executivo, a MP 746/16 é uma proposta para a superação das reconhecidas fragilidades do Ensino Médio brasileiro. Sabe-se que o modelo atual, não prepara os estudantes para os desafios da contemporaneidade. Assim, são louváveis iniciativas que busquem refletir, debater e aprimorar essa realidade.

Contudo, assim como outras propostas recentes, também essa sofre os limites de uma busca apressada de solução. Questão tão nobre quanto a Educação não pode se limitar à reforma do Ensino Médio. Antes, requer amplo debate com a sociedade organizada, particularmente com o mundo da educação. É a melhor forma de legitimação para medidas tão fundamentais.

Toda a vez que um processo dessa grandeza ignora a sociedade civil como interlocutora, ele se desqualifica. É inadequado e abusivo que esse assunto seja tratado através de uma Medida Provisória.

Continue lendo “Nota da CNBB sobre a reforma do Ensino Médio”

Anúncios

Professor: semeador, chamado a cuidar da vida

 

1853_426537834100449_1293637278_n.jpg
Fabrícia Biolchi – Professora de Química

 

O que é ser professor? O dicionário, grande manual da sala de aula, ilustra esse profissional como o “aquele que leciona em algum estabelecimento de ensino”, ou ainda, o “indivíduo que se dedica a dar aulas sobre certo tema”. Mas, será que é somente isso? Antes de tudo, ser educador é uma missão. Exige doação, comprometimento e cuidado. Sim, cuidado com a vida de cada aluno.

No Brasil, 15 de outubro, é o Dia do Professor. Sua origem se deve ao fato de que, em uma data de 15 de outubro, o Imperador Dom Pedro I ter instituído um decreto que criou o Ensino Elementar no Brasil, em 1827, com a criação das escolas de primeiras letras em todos os vilarejos e cidades do país.

Hoje, a nação brasileira vive sob o temor da violência, da insegurança e refém da economia desleal que favorece grupos e deixa milhões na pobreza. A sétima maior economia do mundo, o país pentacampeão de futebol e maior nação católica do planeta, pode continuar assim? Não estaria fadada ao fracasso? Será que a educação não seria a base para a estruturação e o desenvolvimento integral dos brasileiros?

Continue lendo “Professor: semeador, chamado a cuidar da vida”