Mães onde a vida sofre

Mulher-presa.jpgNo dicionário, o termo “penitenciária” é descrito como um presídio especial a que se recolhem os condenados às penas de reclusão. Nesse local, o estado, ao mesmo tempo que os submete à sanção das suas leis punitivas, ministra-lhes instrução e educação moral e cívica. Tudo isso visando que, assim, possam regenerar-se ou reabilitar-se para o convívio na sociedade. No entanto, as casas prisionais brasileiras não regeneram, tampouco ressocializam; ao contrário, o que se vê nos presídios é uma nova educação para o crime.

No RS, são 139 casas prisionais, que abrigam 35.804 detentos, segundo levantamento do final do mês de abril. Desse total, mais de 33.000 são homens. Caxias do Sul vive uma situação de superlotação nas duas unidades prisionais. São homens e mulheres, milhares de sonhos e uma grade que bloqueia suas realizações.

Continue lendo “Mães onde a vida sofre”

Maria, a Mãe do Amor Eterno

mariajesusEstamos vivenciando o mês de maio. No calendário civil, somos convidados a celebrar e recordar no, segundo domingo, o Dia das Mães. Com alegria e gratidão o façamos, pois o papel de mãe é de suma importância em nossa vida. É por este motivo que a Igreja dedica esse mês inteiro a Maria de Nazaré, ela que é mãe de Jesus Cristo, nosso Senhor, o qual teve sua vida humana totalmente marcada pela presença desta mulher.

A Virgem Maria é figura indispensável na História da Salvação da humanidade. Devemos muito agradecer e aprender com sua atitude de dizer sim a este grande projeto de Deus Misericordioso para conosco. Damo-nos a oportunidade de nos chamarmos filhos Dela, pois sem dúvida, quando ela disse sim a proposta de Deus, acolheu a todas as pessoas em seu coração, adotando-as como filhos e filhas.

Continue lendo “Maria, a Mãe do Amor Eterno”