Paróquia promove formação sobre Campanha da Fraternidade 2017

2121cartaz_campanha_da_fraternidade_2017_cf2017A Paróquia Santa Catarina irá promover, na quinta-feira, 02 de março, um encontro de formação acerca do tema da Campanha da Fraternidade 2017. A partir das 19h30, o pesquisador Ivo Poletto estará no Salão Paroquial para dinamizar a questão ambiental a partir dos seis biomas brasileiros, eixo motivador da CF. O mote que direciona a ação neste ano gira em torno da “fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”.

Todos os anos, no tempo da Quaresma, que se estende da Quarta-feira de Cinzas até a Quinta-feira Santa, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta a Campanha da Fraternidade como caminho de conversão, como itinerário do cultivo e do cuidado comunitário e social. Além do tema, o lema bíblico foi retirado do Livro do Gênesis. “Cultivar e guardar a criação.” (Gn 2, 15).

Continue lendo “Paróquia promove formação sobre Campanha da Fraternidade 2017”

Anúncios

Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado

100pagina15.jpg

No próximo domingo 15 de janeiro, o mundo celebra o Dia do Migrante e do Refugiado. Por ocasião desta importante data, o Papa Francisco publicou uma mensagem. No documento, o Pontífice convida à reflexão sobre a vulnerabilidade das crianças e menores de idade.

Francisco propõe às comunidades católicas, aos imigrantes e à sociedade mundial que prestem atenção e garantam às crianças o direto à família, à qualidade de vida, à recreação, educação e formação integral. Nesse contexto, o Papa exclama que é preciso apostar na proteção, integração e em soluções duradouras de cuidado e valorização da vida, confira!

Continue lendo “Mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Migrante e do Refugiado”

Deus demora a fazer justiça?

oração-para-pedir-a-justiça-de-Deus-e1458334336785-552x280.png

Frequentemente os cristãos são alvos de perguntas embaraçosas. Um exemplo prático: se Deus existe, por que Ele permite o mal? Ao olhar a situação do mundo em nossa época, muitos ficam sem saber o que argumentar. Onde estaria Deus ao permitir a queda de um avião que vitimou 71 pessoas? Ou ainda, será que Ele dormia enquanto uma boate era incendiada e jovens morriam asfixiados?

Há que se fazer algumas considerações: o avião não teria caído e nem a danceteria incendiado se não existisse a ganância. Dois mil anos atrás, a situação era a mesma: Roma tomava conta de um vasto império, fariseus eram gananciosos e convencidos de que a salvação estava em suas mãos. Sem contar que Herodes tinha medo de perder sua majestade para o rei que fora anunciado pelos profetas… mas onde estava Deus naquela época?

Continue lendo “Deus demora a fazer justiça?”

Paróquia tem Presépio Solidário

 

IMG_2047.JPG

A chegada do final de ano é o término de um ciclo. Para alguns, as festividades de Natal e fim de ano são momentos especiais para desacelerar o ritmo do dia a dia e realinhar as prioridades para os próximos 365 dias. Para outros, é um tempo de carência. Diante da crise político-econômica que se instalou no Brasil, milhões de cidadão não têm mais a possibilidade de ganhar o pão de cada dia.

O Papa Francisco, na bula de proclamação do Ano da Misericórdia, encerrado recentemente, diz que Jesus é o rosto da misericórdia do Pai. Ademais, uma das Obras de Misericórdia incentivadas pelo Pontífice é dar de comer aos que padecem de fome. Criança é sinônimo de esperança. Muitos, certamente, esperam que o Natal lhes traga a possibilidade de sustentar suas famílias de forma digna.

Continue lendo “Paróquia tem Presépio Solidário”

Nota da CNBB em defesa da vida

cropped-principais-cuidados

“Propus a vida e a morte; escolhe, pois, a vida ” (cf. Dt. 30,19)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil  (CNBB), por meio de sua Presidência, manifesta sua posição em defesa da integralidade, inviolabilidade e dignidade da vida humana, desde a sua concepção até a morte natural (cf. Constituição Federal, art. 1°, III; 3°, IV e 5°, caput).

A CNBB respeita e defende a autonomia dos Poderes da República. Reconhece a importância fundamental que o Supremo Tribunal Federal (STF) desempenha na guarda da Constituição da República, particularmente no momento difícil que atravessa a nação brasileira. Discorda, contudo, da forma com que o aborto foi tratado num julgamento de Habeas Corpus, no STF.

Reafirmamos nossa incondicional posição em defesa da vida humana, condenando toda e qualquer tentativa de liberação e descriminalização da prática do aborto.

Conclamamos nossas comunidades a rezarem e a se manifestarem publicamente em defesa da vida humana, desde a sua concepção.

Nossa Senhora, Mãe de Jesus e nossa Mãe, interceda por nós, particularmente pelos nascituros.

 

Brasília, 1º de dezembro de 2016

 

Cardeal Sergio da Rocha

Arcebispo de Brasília-DF

Presidente da CNBB

 

Dom Murilo S. R. Krieger

Arcebispo de São Salvador-BA

Vice-Presidente da CNBB

 

Dom Leonardo Ulrich Steiner

Bispo Auxiliar de Brasília-DF

Secretário-Geral da CNBB

A palavra-chave é ‘compaixão’

Fotolia_58208358_Subscription_XXL-1024x703.jpg

O dia 1º de dezembro de cada ano traz uma reflexão acerca de milhares de pessoas que perdem suas vidas a partir dos diversos efeitos causados pelo vírus HIV.  Hoje, é o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. O preconceito gerado em torno do tema faz com que tais pessoas não sejam assistidas pela sociedade em geral. São, muitas vezes, desprezadas, olhadas de canto, com certo murmúrio, que causa desconforto. “Os portadores do vírus são percebidos com preconceito pela sociedade no geral, pois quem é portador do vírus é visto como um desregrado sexualmente no seu comportamento, um ‘pervertido’”, aponta o padre Norberto Coltro, que atua como tesoureiro da Pastoral da Aids na diocese de Caxias do Sul.

Ainda segundo Norberto, ou padre Beto como é conhecido, os infectados estão em todas as idades, com maior número entre jovens, idosos e os mais pobres. De cada três pessoas contaminadas, duas são mulheres. A cada duas jovens de 13 a 16 anos infectadas, existe um menino portador. A contaminação se dá em 97% por relação sexual e uso de drogas.

Continue lendo “A palavra-chave é ‘compaixão’”