CF 2017: conheça a Amazônia

amazônia.png

A Amazônia é o maior bioma brasileiro. Também por isso, é também conhecido internacionalmente. Se fizéssemos um levantamento, perceberíamos que seria talvez o único bioma que as pessoas citariam, lembrariam ou conheceriam dentre os seis que ocorrem no Brasil. Ocupa 61% do território brasileiro, contemplando toda a região Norte e se estendendo aos estados do Mato Grosso e Maranhão, além de integrar o Tocantins na sua área de transição com outros biomas, nesse caso o Cerrado. Importante destacar que a Amazônia se estende a outros países como Equador, Bolívia, Colômbia, Peru, Venezuela, Guiana Francesa, Guiana Inglesa e Suriname.

A bacia amazônica é a maior bacia hidrográfica do mundo. Tem mais de 1.100 afluentes e o Rio Amazonas, seu principal rio, despeja 175 milhões de litros de água por segundo no Oceano Atlântico. É uma área rica em água, não só nos rios, mas também pelo seu imenso volume das chuvas e suas reservas subterrâneas.

Continue lendo “CF 2017: conheça a Amazônia”

Anúncios

Sabia que o Cerrado é a “caixa d’água do Brasil”?

cerrado.pngContinuamos nossa viagem pelos biomas nos focando no Cerrado. Conhecido também como savana brasileira é o mais desprotegido dentre os seis biomas.  É, também, o mais antigo, estimando-se que tenha mais de 65 milhões de anos. Além disso, 70% de sua biomassa está debaixo da terra, podendo ser considerada uma “floresta de cabeça para baixo”. Afirma-se que uma vez devastado, é impossível sua revitalização. Abrange 13 estados brasileiros, ocupando principalmente a região central do Brasil.

O Cerrado é muito importante para o fluxo hídrico brasileiro. Devido ao seu subsolo poroso, ele absorve e reserva água, através da formação de grandes aquíferos subterrâneos. É, por isso mesmo, adjetivado como “caixa d’água do Brasil”, “cumeeira da América do Sul”. Contribui com grandes bacias hidrográficas como a Bacia Amazônica, a Bacia do São Francisco, Bacia dos rios Paraná e Paraguai, dentre outras. As águas que reserva, em sua maior porção, provém da Amazônia, por meio dos “rios aéreos”, isto é, as grandes nuvens que vêm carregadas do Norte brasileiro.

Continue lendo “Sabia que o Cerrado é a “caixa d’água do Brasil”?”

O que é Caatinga? Conheça…

CAATINGA.png

Seguimos o nosso percurso quaresmal, preparando da Páscoa e a nossa viagem de conhecimento dos Biomas brasileiros, tema da Campanha da Fraternidade deste ano.

A Caatinga é um lindo e importante Bioma brasileiro. É o único dos seis que é exclusivamente do Brasil, não ocorrendo em nenhum outro país. Uma de suas características mais fortes é o seu clima, que condiciona toda a vida que acontece no seu interim. Mas, também devido ao clima semiárido, pairam muitos preconceitos em relação à Caatinga.

Continue lendo “O que é Caatinga? Conheça…”

Bioma Mata Atlântica… conheça!

mata atlântica.jpgDepois de conhecermos o Pampa, chegou a vez de adentrar a Mata Atlântica.

A Mata Atlântica é o bioma que percorre a maior parte da costa brasileira e se torna mais ampla na região Sul e boa parte do estado de São Paulo (recebe este nome por ser banhada pelo Oceano Atlântico na região das praias). No total, 17 estados brasileiros participam do seu território. Em sua geografia é possível perceber a presença de muitas capitais e regiões metropolitanas, o que gera um grande problema na preservação de seu bioma.

Na verdade, restam somente 12,5% da vegetação nativa originária. É um dado preocupante. Por outro lado, a Mata Atlântica tem uma capacidade única de se regenerar, o que os demais biomas brasileiros não são capazes de fazer.

Continue lendo “Bioma Mata Atlântica… conheça!”

Bioma Pampa? O que é isso?

9424cf1d5fbcc7a45b2ae969f1f03eca.jpg
Bioma tem valores em torno de 3.000 espécies vegetais, mais de 100 mamíferos e quase 500 aves. Foto: Paulo Backes

 

A Campanha da Fraternidade de 2017 trata dos Biomas do Brasil. Nós, enquanto católicos, queremos aderir e aprofundar neste tema, fazendo eco e fortalecendo proposta da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), bioma é “um conjunto de vida (animal e vegetal) constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade biológica própria.”

Começamos a nossa jornada através dos seis biomas brasileiros pelo Pampa!

Continue lendo “Bioma Pampa? O que é isso?”

Paróquia promove formação sobre Campanha da Fraternidade 2017

2121cartaz_campanha_da_fraternidade_2017_cf2017A Paróquia Santa Catarina irá promover, na quinta-feira, 02 de março, um encontro de formação acerca do tema da Campanha da Fraternidade 2017. A partir das 19h30, o pesquisador Ivo Poletto estará no Salão Paroquial para dinamizar a questão ambiental a partir dos seis biomas brasileiros, eixo motivador da CF. O mote que direciona a ação neste ano gira em torno da “fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”.

Todos os anos, no tempo da Quaresma, que se estende da Quarta-feira de Cinzas até a Quinta-feira Santa, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta a Campanha da Fraternidade como caminho de conversão, como itinerário do cultivo e do cuidado comunitário e social. Além do tema, o lema bíblico foi retirado do Livro do Gênesis. “Cultivar e guardar a criação.” (Gn 2, 15).

Continue lendo “Paróquia promove formação sobre Campanha da Fraternidade 2017”

Formação sobre a CF 2017

2121cartaz_campanha_da_fraternidade_2017_cf2017Associação São João Vianney irá realizar uma formação sobre a encíclica do Papa Francisco, Laudato Si’, abordando o tema da Campanha da Fraternidade 2017, que versa sobre os biomas brasileiros e a defesa da vida. A formação, que é destinada aos leigos, agentes de pastoral, professores de ensino religioso, padres, religiosos e religiosas, será nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, das 8h30 às 17h, no Centro Diocesano de Formação Pastoral, em Caxias do Sul.

O assessor convidado é o Cientista Social, Ivo Poletto. Formando em Filosofia e Teologia, atua como assessor educacional no Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social.  Entre 1975 e 1992, foi o 1º Secretário Executivo da Comissão Pastoral da Terra; de 1993 a 2002, foi assessor da Cáritas Brasileira; em 2003 e 2004 foi membro da Equipe de Mobilização Social do Programa Fome Zero, do Governo Federal do Brasil – e sobre este período escreveu o livro “Brasil: oportunidades perdidas – Meus dois anos no Governo Lula”.