Por que comungamos?

IMG_1697.JPGNo dia 15 deste mês, a Igreja comemora a Solenidade do Corpo de Cristo, em latim Corpus Christi. Podemos nos questionar: por que a Igreja celebra a Eucaristia? Vamos fazer uma breve reflexão sobre isto.

Essa celebração, do Corpo de Cristo, surge na Igreja por volta do século XIII e tem como intenção principal fazer com que os fiéis encontrem, neste dia, uma oportunidade especial de manifestar sua gratidão e louvor a grande misericórdia de Deus. No sacramento da Eucaristia, o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio de nossa alma. Não se trata de uma invenção da Igreja, como muitos pensam. Ela é dom gratuito de Deus para conosco, foi instituída pelo próprio Jesus Cristo em sua vida terrena. (cf: Lc. 22,14-20; 1Cor. 11, 23-26).

Continue lendo “Por que comungamos?”

Anúncios

Se liga no Meio Ambiente

meio-ambiente.jpeg

Hoje, 05 de junho, comemoramos o Dia Mundial do Meio Ambiente. Ele foi criado em 1972, pelas Nações Unidas, com o objetivo de promover atividades de proteção e preservação do meio ambiente. Além disso, quer alertar o público mundial e governos de cada país para os perigos de negligenciarmos a tarefa de cuidar do meio ambiente.

E nós, como Igreja, como cuidamos do meio ambiente? Qual é a nossa postura? Continuamos produzindo, gastando e não reciclando? Algumas ações simples podem fazer valer o seu nome de cristão…

Continue lendo “Se liga no Meio Ambiente”

A Paz, quem faz?

xVP_justi_a_restaurativa_geral.jpg.pagespeed.ic.vn_gNKBY9J

Um Projeto que vem se desenvolvendo já alguns anos, na Paróquia Santa Catarina, é o Projeto Círculos da Paz. Como proposta de um novo modelo de resolução de conflitos, a Justiça Restaurativa, o encontro acontece no primeiro domingo de cada mês, sempre das 16h às 18h, na Casa Paroquial.

Tendo presente a realidade de violência, medo e insegurança da nossa cidade, que nos deixa com a sensação de impotência e acreditando que a Paz é possível, a Paróquia, em parceria com Ministério Público – Setor Infância e Adolescência, Associação dos Moradores do Bairro Santa Catarina, desenvolve esse projeto de fortalecimento de vínculos e construção da Paz.

Continue lendo “A Paz, quem faz?”

Maria, a Mãe do Amor Eterno

mariajesusEstamos vivenciando o mês de maio. No calendário civil, somos convidados a celebrar e recordar no, segundo domingo, o Dia das Mães. Com alegria e gratidão o façamos, pois o papel de mãe é de suma importância em nossa vida. É por este motivo que a Igreja dedica esse mês inteiro a Maria de Nazaré, ela que é mãe de Jesus Cristo, nosso Senhor, o qual teve sua vida humana totalmente marcada pela presença desta mulher.

A Virgem Maria é figura indispensável na História da Salvação da humanidade. Devemos muito agradecer e aprender com sua atitude de dizer sim a este grande projeto de Deus Misericordioso para conosco. Damo-nos a oportunidade de nos chamarmos filhos Dela, pois sem dúvida, quando ela disse sim a proposta de Deus, acolheu a todas as pessoas em seu coração, adotando-as como filhos e filhas.

Continue lendo “Maria, a Mãe do Amor Eterno”

A vida de quem tem fé

IMG_1646.JPGA vida de uma pessoa que cultiva a fé é diferenciada. Ela é mais leve, mais alegre, é repleta de uma diversidade de cores e sonhos. Não quer dizer que quem cultiva sua fé não encontrará problemas, pelo contrário, talvez as adversidades se façam ainda mais presentes na vida desta pessoa. Mas uma coisa é certa na vida de quem cultiva uma fé consistente, que vai além do crer e se estende ao ser e fazer: há espaço para a esperança, para o recomeço, para o amor, para a bondade, para que os sonhos se tornem possíveis e as dificuldades se tornem valiosos aprendizados, pois a fé dá um verdadeiro sentido para a vida.

Nós, que optamos e professamos a fé cristã católica, somos convidados (as) a participar das celebrações litúrgicas de nossa comunidade ou paróquia, durante esta Semana Santa neste Domingo de Ramos. Por que participar? Para cultivar nossa fé, na qual esta Semana têm profundo significado e grande importância. Nestes próximos sete dias faremos memória à grande misericórdia e amor de Deus para conosco, revivendo a paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, Seu Filho e nosso Senhor, que se entregou por nós, nos trazendo a reconciliação de nossos pecados e a graça do Pai em nossas vidas. (Rm 5, 8-11)

Continue lendo “A vida de quem tem fé”

Quaresma, tempo de conversão

lent2.jpgA Quaresma é o tempo litúrgico de conversão, que a Igreja nos proporciona para preparar a grande festa da Páscoa. É tempo para uma profunda reflexão e mudança de vida. É um presente que Deus nos concede através dos momentos celebrativos ao longo deste tempo. Dura 40 dias: tendo início na Quarta-feira de Cinzas, até a tarde da Quinta-feira Santa.

É um tempo privilegiado de conversão, jejum, abstinência, esmola, oração e escuta da Palavra de Deus. A característica fundamental e indispensável da Quaresma é a conversão da vida velha para darmos passos na nova vida nova, vida em Cristo. O mais importante neste tempo é o olhar para nosso íntimo, olhar com coragem para reconhecer que somos um ser em construção e falhos. Um olhar misericordioso, generoso, verdadeiro, sincero. Reconhecer as falhas é o início de uma conversão duradoura. Deus é amor puro, é amigo, é companheiro diário de nossa jornada, é misericórdia.

Continue lendo “Quaresma, tempo de conversão”

Ano-novo: gratidão, paixão e esperança

121844_Papel-de-Parede-Fogos-vermelhos_1920x1200.png

Ao chegarmos ao final de mais um ano uma atitude é fundamental: gratidão. Ser grato talvez seja uma das maiores virtudes que podemos cultivar em nossos dias. Os tempos são de verdadeira insatisfação, muitas reclamações. É interessante notar, há uma facilidade em apontar erros e ressaltar aquilo que não deu certo, enquanto há dificuldade em se perceber os acertos, as belezas da vida. Portanto, ao encerrar o ano de 2016, olhemos com gratidão a tudo o que nos foi possível viver, principalmente tenhamos gratidão pelas boas experiências que tivemos, se possível façamos memória delas. Gratidão também, pelas pessoas que fizeram parte de nossa história nos últimos 366 dias e se for necessário olhar para as situações não tão boas, olhemos com a intenção de tirar de tudo isto um bom aprendizado para nossa vida.

Ao vivenciarmos o momento que chamamos de “virada de ano”, ou seja, o término de 2016 e o início de 2017, façamos isto com profunda paixão. Empenhemo-nos em viver este momento com amor, com intensidade e, se for possível, não o façamos sozinhos, mas na presença de alguma pessoa que nos ama e a quem amamos, algum familiar, amigo(a). Celebrar este recomeço, este renascer, enfim, esta data com paixão, com entusiasmo, com alegria no coração é também fundamental nestes tempos onde já não se vive mais intensa e plenamente nenhuma experiência, nenhum momento.

Continue lendo “Ano-novo: gratidão, paixão e esperança”