Vale a Vida

Poema vocacional escrito pelo seminarista Renan Martini

Eis que surge um chamado
Esse por mim respondido
Permissividade indevida.
Daquele que muito é amado
E no coração é absolvido
E que vale a vida.

Todo o meu corpo estremece
Toda minha alma resplandece
Tocando meu coração.
O olhar Dele me cativou
E o chamado despertou
Eis que aparece a vocação.

Sem nada entender
Por que eu tenho que ser
Espantado? Questionei.
Respondi meio açodado:
Aqui mais uma prova do chamado
Pela fé aceitei

Com medo da decisão
E se eu tinha vocação
Pensei muitas vezes.
Morar no seminário decidi
Para minha vocação discernir
Com formadores eficazes.

Com o coração na mão
Minha Família deixei no portão
Para seguir minha estrada.
As lágrimas que escapam
Nas noites que não passam
Oh! Saudade apertada!

No seminário cheguei
Nunca de lado fiquei
Pelos colegas fui bem acolhido.
Amizades que são valiosas
Como o cheiro das rosas
Que nunca está jungido.

E sozinho nunca me encontrei
A Ti o meu viver entreguei
Esta era minha dívida.
Aconteça o que acontecer
Evangelizando sempre estarei
“Vale a pena, Vale a vida”.

 

30724202_1259187917557921_5592853596968738403_n

Renan Martini é seminarista da diocese de Caxias do Sul. Natural de São Francisco de Paula-RS, o jovem reside no Seminário Maior São José e cursa a etapa do Propedêutico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s