A vocação é um chamado de Deus a serviço dos irmãos

Em 1994, quando ingressei pela primeira vez em um seminário, memorizei principalmente duas frases sobre vocação, uma delas, dá título a esse artigo, “A vocação é um chamado de Deus a serviço dos irmãos”. Essa frase vinha acompanhada de gestos para cada palavra, esses, já não os lembro, mas a frase ficou gravada em minha mente.

Passados 24 anos, parei para pensar, se em algum momento ela foi refletida, meditada ou teve seu significado aberto. Provavelmente sim, mas já não lembro o que fora dito naquela época. Por esse motivo reabrirei o seu significado a partir de agora. “A vocação é um chamado…” à vida, à santidade e é feito de forma particular, única e exclusiva. Da mesma forma, a resposta é particular, única e intransferível. Ocorre de diferentes formas e momentos.

Quando falamos em vocação, não falamos somente da vocação sacerdotal ou religiosa, mas de todas as vocações que de diferentes formas prezam pela vida, pelo amor. Sejam leigos, casados, solteiros, missionários…“…de Deus…” por diversos meios, pessoas ou fatos. Assim como Jesus, sem hesitar, chamou seus discípulos quando estava caminhando pela beira do mar da Galileia, Deus chama a seus escolhidos a segui-lo. Se manifesta no decorrer do tempo, não discrimina, não exclui, pelo contrário, atrai para si aqueles que de alguma forma poderão dar testemunho de seu amor, de sua compaixão.

“… A serviço dos irmãos!”. A colocar-se próximo dos mais necessitados, daqueles que carecem da misericórdia de Deus, ou ainda, colocando-se à disposição dos mais variados serviços na comunidade-igreja: sendo catequista, ministro do batismo, comunhão, exéquias, palavra, organização de leigos, missionários, zelador(a) de capelinha, atuando nas diversas pastorais e
etc.
Enfim, a vocação é receber e responder ao chamado de Deus a colocar nossos dons, nossas fortalezas em prol daqueles que necessitam de um amparo, de um auxílio, de uma palavra e assim manifestar em cada um a presença de um Deus vivo, misericordioso, sempre disposto a amar e acolher. Dessa forma, é importante reconhecer e acolher a este chamado e assim, dar uma resposta firme e sincera a Deus, nosso Pai.

Joacir Marcolin tem 35 anos e está ingressando na equipe de seminaristas da diocese de Caxias do Sul. Natural do bairro de Galópolis, já realizou experiência vocacional com os Josefinos de Murialdo e tem grande atuação com a catequese, a liturgia e a vida paroquial. Em virtude de sua experiência e de sua vocação adulta, dom Alessandro Ruffinoni o nomeou para atuar em estágio pastoral na Paróquia Santa Catarina. A etapa vivenciada neste ano será a do Curso Propedêutico.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s