Festa de Santa Catarina movimentou mais de 1,5 mil pessoas

Missa Campal - Felipe Padilha.JPG

Em três dias de comemoração, mais de 1.500 pessoas participaram da 53ª edição da Festa em honra a Santa Catarina, no bairro caxiense de mesmo nome. Iniciada na sexta-feira 24, quando, a programação contou com missa presidida pelo Pe. Nivaldo Piazza, que atuou por muitos anos como pároco, na década de 1980, às 16h.

No mesmo dia, às 20h, as lideranças das comunidades que compõe a Paróquia fizeram carreatas e trouxeram as imagens dos seus padroeiros ao Salão Paroquial Santa Catarina. Na ocasião, mais de 500 pessoas participaram da celebração, presidida pelo bispo diocesano de Caxias do Sul, dom Alessandro Ruffinoni. Na data em que a Igreja celebra Santa Catarina, 25 de novembro, a celebração foi realizada às 18h.

O ponto alto das comemorações foi no domingo, 26 de novembro, quando mais de 200 pessoas participaram de celebração festiva, no pátio da igreja Santa Catarina. Mesmo com uma garoa fina, a paróquia retomou a tradição da missa campal, que não era realizada há mais de uma década.

Logo depois, a imagem de Santa Catarina seguiu em procissão motorizada pelas ruas do bairro. Uma longa fila de veículos se formou para receber a bênção, junto à Escola Santa Catarina. A carreata foi precedida pela banda marcial da escola.

O almoço de confraternização, servido no Salão Paroquial, reuniu mais de 650 pessoas. Para compor o tradicional cardápio colonial, voluntários e voluntárias se juntaram, na quinta-feira 23, para confeccionar os agnolinis.

O pároco, padre Renato Ariotti, agradeceu às diversas equipes que trabalharam para o bom andamento da Festa. “Desejamos que as bênçãos de Deus recaiam sobre os festeiros, equipe administrativa, grupos de liturgia, cantos, equipe do salão, enfim, todos os que participaram da nossa Festa em honra a Santa Catarina”.
Em sua homilia na missa festiva, Renato lembrou que Santa Catarina de Alexandria, buscou viver como Cristo e não negou a sua fé mesmo diante da morte. “O bem que a gente faz para as outras pessoas é para Jesus. A história de Santa Catarina nos lembra isso: fé e perseverança. Não basta só crer, mas precisamos perseverar e fazer o bem”, concluiu.

Ainda no domingo 26, às 19h, acontece a Santa Missa de encerramento da festa e abertura do Ano Nacional do Laicato, convocado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para a valorização do serviço dos cristãos em favor da Igreja e da sociedade. A 52ª edição da festa teve como lema: “Santa Catarina, fortalecei nossa fé e defendei-nos do mal!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s