Comunicar esperança

 

2.jpg

“Gostaria, pois, de dar a minha contribuição para a busca dum estilo comunicador aberto e criativo, que não se prontifique a conceder papel de protagonista ao mal, mas procure evidenciar as possíveis soluções”, assim o Papa Francisco se dirige aos responsáveis por gerar informações e também a todos os cristãos. Esse trecho faz parte da mensagem para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais, realizado no último dia 28 de maio, na festa da Ascensão do Senhor. O tema refletido pelo Santo Padre é extremamente desafiador: “comunicar confiança e esperança em nosso tempo”.

Francisco evidencia a necessidade de comunicar para fora da Igreja, e ao mesmo tempo para dentro, entre suas lideranças, pastorais e serviços. Essa demanda não nasceu hoje e nem pelo advento das redes sociais. Há 50 anos, no Vaticano II, o decreto Inter Mirifica olhava com confiança o desafio da comunicação eclesial

Na ótica brasileira, a comunicação está ensandecida de tanto ódio, violência e corrupção. Quem nunca teve a impressão de que ao torcer um jornal, dele verteria sangue, pela quantidade de tragédias que traz em suas páginas? E nós, católicos, que temos a ver com isso? A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou, em 2014, o Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil. Esse documento consolida a importância de uma pastoral de conjunto que preze por transfigurar a realidade.

Lá em 2015, começou a estruturação da comunicação via Facebook. Logo veio a conta de vídeos no YouTube e o perfil no Instagram. O ano de 2016 foi especial para visitar as 11 comunidades da Paróquia e conhecer as suas realidades, os locais em que o sinal de internet não chega e pensar formas de evangelizar por meio da comunicação.

Pelas redes sociais, a Paróquia Santa Catarina disseminou conteúdo evangelizador para o mundo inteiro. Seja por meio das publicações diárias do Evangelho do dia ou de vídeos tendo como tema cada uma das 14 obras de misericórdia, a função dessa Pastoral é comunicar confiança e esperança.

A cada ano, novos desafios. Por isso, em abril de 2017, a Paróquia deu início à edição de um canal de comunicação impresso, que é o informativo O Santa Catarina. É um meio de comunicação antigo, mas com um jeito novo. O ideal dele não é evidenciar o sangue, o ódio ou a corrupção, mas o bem, a fé, a vida e as coisas da comunidade e dos bairros próximos à Paróquia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s